fbpx
listening, listen, upset

Como funciona a audição?

A audição é um dos mais importantes sentidos do corpo humano, pois é a através desse sentido que há a comunicação entre as pessoas.

A orelha humana é dividida em três partes: orelha externa (onde está o tímpano), orelha média (onde estão os três menores ossos do corpo humano – martelo, bigorna e estribo) e orelha interna (onde encontra-se os três canais semicirculares ou labirinto, responsáveis pelo nosso equilíbrio e, a cóclea – órgão responsável por passar a informação sonora para o cérebro).

Esquema auditivo humano
Ilustração – Esquema auditivo humano

A perda auditiva ou deficiência auditiva é uma das deficiências mais comuns de serem encontradas na atualidade. Essa deficiência pode acontecer de duas formas: genética, quando o bebê já nasce com o problema; ou durante a vida, com a perda da função auditiva por conta de algum fator externo ou pela idade.

Alguns sinais podem indicar uma perda de audição, são eles:

  • Pedir para repetir o que foi dito
  • Aumentar o volume da televisão
  • Dificuldade para falar ao telefone
  • Afastar-se do convívio social para evitar constrangimentos por não entender o que foi dito

As causas da perda auditiva podem ser devido à idade, à doenças como infecções ou tumores, por exposição à ruído constante e também por fatores hereditários.

Normalmente as pessoas desenvolvem a perda auditiva de forma gradual e lenta e, muitas vezes demoram a perceber a dificuldade. Pesquisadores alertam que desde o primeiro sintoma, até a busca por uma solução, demoramos 7 anos!

Com essa demora para procurar ajuda, a tendência é que o cérebro se acostume com esse baixo estímulo e com isso esqueça de como é ouvir normalmente.

Essa deficiência não tratada traz consequências para a mente e para a qualidade de vida de forma geral pois a convivência social fica cada vez mais difícil. E, estudos mostram que com a deficiência auditiva não tratada, ou seja, com o não estimulo auditivo por meio de aparelhos auditivos, a chances de desenvolver demência ou declínio cognitivo aumentam significativamente se comparados com pessoas com audição normal.

O cérebro sem estímulo envelhece mais rápido.

A surdez relacionada com a idade chama-se presbiacusia e é um processo natural que geralmente começa entre os 45 e os 65 anos, afeta principalmente as frequências mais altas e geralmente ocorre em ambos os ouvidos.

A sua causa está ligada a uma lesão das células sensoriais ciliadas na cóclea. Esta lesão leva a uma ‘transmissão de sinal reduzida’ ao nervo auditivo. Os primeiros sinais manifestam-se muitas vezes na incapacidade em ouvir ruídos como o som das folhas das árvores ou o tique-taque do relógio de pulso. A surdez relacionada com a idade é frequentemente detectada de forma tardia, uma vez que ocorre gradualmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?