fbpx

Orelha escuta, cérebro entende!

Sempre falamos aqui sobre a importância do tratamento da perda auditiva com aparelhos auditivos. E a sua importância para a manutenção das atividades do cérebro.

Uma vez que a perda auditiva causa diminuição do estímulo às regiões auditivas do cérebro comprometendo a compreensão de fala.

Assim a perda auditiva relacionada à idade está associada ao declínio cognitivo, bem como a alterações cerebrais estruturais e funcionais.

Em um recente estudo de Glick e Sharma (2020) demonstrou de forma visual a reorganização cortical que ocorre quando o indivíduo tem perda auditiva não tratada e tratada.

Na primeira foto é possível ver a reorganização cortical que ocorre com a perda auditiva sem uso de aparelhos auditivos. Nessa foto vemos que as áreas se organizam de forma a compensar a falta de estimulo.

E na segunda foto, após a adaptação de aparelhos auditivos por 6 meses, há a reorganização positiva dessa área retomando suas funções.

Assim, além dos benefícios conhecidos do uso de aparelhos auditivos na comunicação, os resultados deste estudo fornecem evidências de que a intervenção clínica com amplificação bem ajustada pode promover organização e funcionamento corticais mais típicos e fornecer benefício cognitivo.

Você ou algum familiar tem dificuldades auditivas?
Agende uma avaliação com nossas fonoaudiólogas.

Referência: Glick, HA e Sharma, A. Cortical Neuroplasticity andCognitive Function in Early-Stage, Mild-Moderate Hearing Loss: Evidence of Neurocognitive Benefit From Hearing Aid Use. Frontiers in Neuroscience, February, 2020; Volume 14; Article 93Referência: Glick, HA e Sharma, A. Cortical Neuroplasticity andCognitive Function in Early-Stage, Mild-Moderate Hearing Loss: Evidence of Neurocognitive Benefit From Hearing Aid Use. Frontiers in Neuroscience, February, 2020; Volume 14; Article 93

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?